domingo, 9 de agosto de 2009

Frida

Ás vezes vemos um filme porque não temos mais nada para fazer. Foi o que me aconteceu com Frida.
Mas a verdade é que não ficou só por aí...é um filme fantástico cheio de sensibilidade, sofrimento e força. Cheio de música, arte, luz e cor. Cheio de verdades amargas e doces. Cheio de sabor e cheiros. Cheio de vontades.

Frida




La Llorona by Chavela Vargas




E nunca mais podemos esquecer um filme onde existe um dialogo em que acreditemos tanto, e que já nós próprios o dissemos tantas vezes:

Diego - Para ti a fidelidade importa assim tanto?
Frida - Importa-me a lealdade. E és capaz de ser leal?
Diego - A ti? Sempre.

E até me atrevo a dizer que há coisas na personalidade dela que me fazem lembrar...de mim. ( o que não quer dizer, à partida que isso seja uma coisa boa). :)






"Pensaram que eu era surrealista, mas nunca fui. Nunca pintei sonhos, só pintei minha própria realidade".

Frida Khalo

Um comentário:

M disse...

...é um grande filme, sobre uma grande mulher. A historia é fantástica , confezzo que demorei até ganhar "coragem" ou vontade para o ver, mas é daqueles filmes que ficam na memoria e enchem a alma! grande banda sonora!