quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Cru

"Passei a vida inteira aos encontrões com gajos giros que são parvos, com gajos sérios que são enfadonhos, com indecisos e confusos, com mentirosos e predadores, experimentei tudo e mais alguma coisa, aprendi a distinguir à légua um tipo porreiro de um filho-da-puta, aturei drogados, jogadores compulsivos, palermas com um feitio de merda e com pilas pequenas, ensinei os gajos a foder e a fazer minetes como deve ser, e quando finalmente encontrei um gajo decente, bem educado, inteligente, com nível e que gostava mesmo de mim e me dava alguma estabilidade sem aborrecer, o cretino morre ao fim de dois meses, desfaz-se na auto-estrada. É dose. As bruxas chamam-lhe Karma, mas eu nem quero pensar nessa merda."


by Margarida Rebelo Pinto in Português Suave




Esta mulher, de vez em quando, lá escreve qualquer coisa que me põe a pensar.

Nenhum comentário: