sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Estamos vivos

Contra factos não há argumentos e uma uma imagem vale mais que mil palavras.
Estes videos são uma das maiores provas de que não devemos julgar ninguém, nem pelo aspecto, nem pelo tamanho, nem por coisa nenhuma.









Nunca sabemos o que pode sair da alma de um ser humano.

Borboleta


Para reflectir...só um bocadinho...

"Podemos começar por refletir o significado da borboleta. A borboleta é o resultado de um processo de metamorfose. Primeiro é larva, torna-se crisálida e depois, finalmente, borboleta. Também é um dos símbolos mais significativos da Psique. Em algumas imagens a “menina psique” tem asas de borboleta, quando aparece em quadros ao lado do belo “menino eros” que tem asas de pássaro.
Na Grécia antiga, quando a borboleta emergia do casulo (da crisálida) dizia-se que este momento era idêntico a profunda liberação, equivalente ao atingir da imortalidade. Simbolicamente, cada um de nós trás em si a possibilidade desta metamorfose, o que significa pois, cada um destes estágios?
Há pessoas que não conseguem deixar o casulo, para elas a vida é pesada, velha, monótona, inútil, sem sentido. Partes de si mesma, ficam aprisionadas no passado, o qual a pessoa reluta em deixar, ou porque não sabe como fazê-lo, ou porque não tem coragem de fazê-lo, ou porque teme demasiadamente o futuro. Aquele que consegue libertar-se do casulo, é aquele que consegue aceitar o paradoxo de vida e morte, que se repete continuamente a cada novo padrão de crescimento. O medo de deixar os velhos padrões impede o voo. No centro dos velhos padrões e do medo de deixá-los está a insegurança. O medo da mudança está aqui, porque a criança que delega a responsabilidade sobre si mesma a outrem, continua predominado na vida de indivíduos adultos. Voar é responsabilizar-se, pelo bem e pelo mal, ou, pelo além do bem e do mal.
Viver é fluir com a mutação, em termos da alquimia oriental, isto significa “seguir o Tao”. Fluir implica uma grande capacidade de suportar a solidão. Dizemos suportar, porque quando começamos a tomar consciência de nossa solidão o que queremos é fugir dela. Parece algo abominável, terrível. Nada nem ninguém a quem possamos nos “agarrar”; nada nem ninguém para quem correr. É um tempo muito ameaçador. Não sabemos ainda, neste tempo inicial, que ou se, podemos contar conosco mesmos. Mas para aqueles que se propõe a suportar a sua solidão, está reservado o nascimento do herói dentro de si. É o herói que poderá criar dentro de nós um núcleo de segurança, uma confiança e uma certeza inabaláveis.
A agonia do tempo necessário à preparação da metamorfose de crisálida à borboleta, é suportada por poucos. Amigos e familiares estranham aquele que de repente está introvertido, silencioso, reflexivo. Estranham mais ainda, os primeiros voos confusos da borboleta que acaba de nascer e ainda não está adaptada ao seu novo padrão de leveza."

by W.Goehte.

Pic by varziel in Deviantart

Garden State

Mais um filme da minha vida.
Só o trailer me arrepia.



A banda sonora é um vício.
Seguem-se alguns exemplos...


New Slang by The Shins




Let Go by Frou Frou




Blue Eyes by Carey Brothers



Don´t Panic by Cold Play

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Anjo da Guarda

Eles existem.




"Angels around us, angels beside us, angels within us. Angels are watching over you when times are good or stressed. Their wings wrap gently around you, whispering you are loved and blessed."





Cuida do teu.


Photos by :
Nissun in Deviantart
Kathleen in Deviantart

sábado, 25 de agosto de 2007

Apaga a Luz!


"É no instante exacto, nem um segundo mais cedo ou mais tarde, mas nesse exacto e preciso instante em que me olhas antes de apagar a luz, que me sinto a rapariga com mais sorte no mundo.

Lá em baixo na rua chovem gotas de cores escuras , está frio e húmido, o vento vira os chapéus de chuva do avesso como esqueletos desconjuntados e os bichos da noite procuram conforto e conchego em mais um copo de vodka, numa linha de coca ou nos braços de uma quase amiga que amanhã será uma quase desconhecida.

Lá fora a vida continua, a vida não muda, as pessoas fogem delas próprias para mergulhar no vazio de outros corpos, ou então fogem dos corpos que não estão vazios para se encontrarem a si mesmas.

Lá fora é o Inverno do nosso descontentamento, a vil e desoladora condição humana à beira da loucura, presa ao calhas pelo fio da navalha, lá fora é o mundo e eu fixo o meu olhar no teu no exacto momento que antecede o mergulho no escuro, para me sentir protegida desse mundo e respiro o teu ar como se só em ti encontrasse todo o oxigénio necessário à minha sobrevivência.

Cá dentro, dentro de um mundo que é só nosso, a música mistura-se com as nossas vozes, a lareira está sempre acesa, os lençóis estão sempre limpos e esticados e o teu cheiro dissolve-se no meu. Cá dentro há paz e sossego e doçura e segurança, há um tempo fora de todos os tempos, sem relógios nem minutos, porque cada minuto é um dia e cada dia é um mês e é por isso que sentimos que estamos aqui há tanto tempo, como se o tempo fosse outro, e é!

Gosto deste mundo tranquilo, aquático, etéreo e secreto, gosto de me perder nele enquanto o sono não chega, gosto de te ver adormecido ao meu lado e de poder continuar a olhar-te nos olhos mesmo quando estão fechados. O teu braço pousado em cima do meu peito e a tua respiração regular embalam-me num sono incerto e tardio, lá em baixo o comboio continua a passar e eu fecho os olhos para depois os abrir, não quero dormir, não quero perder um segundo - que para nos é uma hora - destes instantes azuis que antecedem o mergulho no sono e anunciam a chegada provável de um novo dia.

Tens uma doçura infantil que me desarma, um sorriso enorme que me abraça, um olhar perdido do mundo que se encontra, quando encontra o meu mundo, tens mãos de médico e coração de índio, tens a magia das pessoas tocadas pela sorte e pela bem aventurança e tens me a mim. E mesmo que os dias no mundo lá fora tenham relógios em vez de comboios e passem com a mesma vertigem com que vivias antes de me conhecer, eu sei que o nosso tempo vai chegar sem nunca chegar ao fim, nestes momentos em que a perfeição se cruza com a realidade e nos transporta para um mundo só nosso.

Meu amor... apaga a luz!!"


By Margarida Rebelo Pinto
Photo I don't know :(


Um mundo só meu e do meu príncipe. O nosso castelo.

Dirty Dancing

Foi um dos filmes que fez a minha pré adolescência.
Um dos filmes mais simples, românticos e doces do cinema dos anos 80.
A história de amor de Johnny Castle e Frances "Baby" Houseman...
Dirty Dancing.



quarta-feira, 22 de agosto de 2007

GAY PARTY!!!!!!




A minha homenagem!

Gay Party! Na minha perspectiva...e com alguma experiência...;)

Take A Chance On Me by Erasure



Believe by Cher



You're my mate by Right Said Fred



Music by Madonna



Groove Is In The Heart by Dee Lite




HOMOFOBIA SUCKS!!!












Photos by
Mosquitolo in Deviantart
BeKindToCows in Deviantart
midnight_child in Deviantart
WilliamB in Deviantart
yukishuichi in Deviantart

terça-feira, 21 de agosto de 2007

Estupiditis Insuportabilis




[mode Rui Unas on]
Olá, eu sou a Ruyva e este é o meu blog.
[mode Rui Unas off]

Hoje apetece-me falar daquelas pessoas que só por terem mais de 60 anos, acham que podem dizer tudo. A idade trouxe-lhes a experiência de vida, por isso, podem dizer tudo o que lhes apetece.
Gritam, dizem parvoíces, ofendem, não dizem obrigado, nem com licença...e dizem tudo o que pensam. -"Eu já sou velho, menina...eu posso!"
Podem? Mas podem o quê? A boa educação não se perde com a idade.

E depois há também aquelas pessoas (de qualquer idade) que dizem muito alto -"Ai...eu cá sou muito frontal!" Ser frontal, nem sempre é uma qualidade, e ser politicamente correcto, nem sempre é um defeito. Estas pessoas já deviam saber que dizer tudo o que se pensa é falta de educação. E também há horas em que se tem que engolir as verdades...porque cada um tem a sua verdade.
O que piora a situação é que estas pessoas, no geral, dizem as verdades, para diminuírem o seu sofrimento e as suas frustrações, e não para ajudarem os outros.

Resta-me dizer que não estou a generalizar nada e que há por aí muita gente boa de todas as idades.
E há verdades sinceras e frontalidades úteis!
E não...não me aconteceu nada para que escreve-se isto. Foi apenas um apetite.

Salta!

E aquelas musicas que te fazem saltar logo da cadeira quando as ouves? Ou que te fazem logo bater o pézinho?
Eis um pequeno exemplo...mais virão.


Professional Widow by Tori Amos




Brimful of Asha by Conershop



Maria Albertina by Humanos

Chocolate



Lembrei-me desta musica...pena não haver video.

É de Chocolate by Trem da Alegria

Por detrás do arco-íris além do horizonte
Há um mundo encantado feito pra você
Onde o sonho colorido mora atrás do monte
Quero te levar comigo quando amanhecer

Vou te mostrar que é de chocolate
De chocolate o amor é feito
De chocolate choc choc chocolate bate o meu coração
Vou te mostrar que é de chocolate
De chocolate o amor é feito
De chocolate choc choc chocolate bate o meu coração

Choc choc choc choc choc choc chocolate
Choc choc choc choc choc é de chocolate

E numa casinha de biscoito e de sorvete
Você vai me esperar a cada anoitecer
Brigadeiro, rocambole e doce de leite
É só você tomar cuidado pra não derreter

Vou te mostrar que é de chocolate
De chocolate o amor é feito
De chocolate choc choc chocolate bate o meu coração

Choc choc choc choc choc choc chocolate
Choc choc choc choc choc é de chocolate


La la la la la la la la la la La la la la la la la la la la
De chocolate choc choc chocolate bate o meu coração


Photo by i don't know :(


Com tanto amor e mel...ainda fico diabética.... :)))
Principe : És doce!!!

domingo, 19 de agosto de 2007

Ti amo





2nd photo by picciu in Deviantart

sábado, 18 de agosto de 2007

Death Proof Soundtrack

AMAZING!!! ENJOY IT...

Chick Habit by April March



Down In Mexico by The Coasters



Hold Tight by Dave Dee Dozy Beaky Mick & Tich



It's So Easy by Willy DeVille



Riot In Thunder Alley by Eddie Beram



The Love You Save(May Be Your Own) by Joe Tex



Staggolee by Pacific Gas & Electric




Good Love, Bad Love by Eddie Floyd



Jeepster by T-Rex



Baby It's You by Smith



The Last Race by Jack Nitzsche

Purple Desire

P U R P L E D E S I R E P U R P L E D E S I R E




P U R P L E D E S I R E P U R P L E D E S I R E


____________________________________

O filme de hoje

Death Proof (1ª parte do Grindhouse)



Já sei que o video tem uma qualidade horrorosa mas é o unico q tem o trailer só do Death Proof. Quando estrear a 2ª parte tb posto aqui !
Este foi ALUCINANTE!!!
Sádico, sexy, uma banda sonora potente. Bem ao estilo do Tarantino.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Every time We say Goodbye

Gosto muito desta musica...mas esta versão do Rod Stewart é muito á frente...
Tb gosto de outras versões mas não consegui encontrar nada para postar.
Pronto...o video é de um filme que eu por acaso tb gostei mto (vá-se lá saber porquê)...mas isso fica para outro post.
Sendo o unico video disponível...venha ele!

Everytime We Say Goodbye - Rod Stewart (versão Brokeback Mountain) :)



Everytime we say goodbye
I die a little
Everytime we say goodbye
I wonder why a little
Why the gods above me
Who must be in the know
Think so little of me
They allow you to go

When you're near
There's such an air
Of spring about it
I can hear a lark somewhere
Begin to sing about it
There's no love song finer
But how strange the change
From major to minor
Everytime we say goodbye

There's no love song finer
But how strange the change
From major to minor
Everytime we say goodbye

Dedicado ao meu principe...claro.

Quase



"Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Quem quase ganhou ainda joga, quem quase passou ainda estuda, quem quase morreu está vivo, quem quase amou não amou. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas idéias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cór, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "Bom dia", quase que sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até pra ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sentir o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Não é que fé mova montanhas, nem que todas as estrelas estejam ao alcance, para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém,preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; pros amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu."

by Sarah Westphal
Photo by jos_al in Deviantart


Porque as nodoas negras fazem-me querer viver mais e mais!

terça-feira, 14 de agosto de 2007

Recuerdos

Três das musicas espanholas que marcaram a minha adolescência...
Tive que as postar aqui porque gosto buéréré delas.
Se não gostarem têm podem sempre recorrer ao botão "pause". ;)

Lobo Hombre en Paris by La Union




Cada noche llaman desde París
en el día en que todo ocurrió
Como un sueño de
locos sin fin
La fortuna se ha reído de tí
y de mí
La luna llena sobre París
Cada noche llaman desde París
en el día en que todo ocurrió
Como un sueño de
locos sin fin
La fortuna se ha reído de tí
Sorprendido espiando
el lobo escapa aullando
y es mordido
por el mago del Siam
(La luna llena sobre París)
Auuuu
ha transformado en
hombre a Denis
Rueda por los
bares del bulevar
se ha alojado en un
sucio hostal
Mientras está cenando
junto a él se ha sentado
una joven
con la que irá a contemplar
(La luna llena sobre París)
Auuuu
Algunos francos cobra Denis
Auuuu
Lobo-hombre en París
Auuuu
Su nombre: Denis
[ Lyrics provided by www.mp3lyrics.org ]
La luna llena sobre París
Auuuu
ha transformado en
hombre a Denis
(Lobo-hombre en París)
¡A ver ese aullido!
(Auuuu)
Lobo-hombre en París
¿Harías otro por mí?
(Auuuu)
Su nombre: Denis
¡Vente conmigo!
Mientras está cenando
junto a él se ha sentado
una joven
con la que irá a contemplar
La luna llena (sobre París)
Auuuu
ha transformado en
hombre a Denis
Auuuu
Lobo-hombre en París
Auuuu
Su nombre: Denis



Hijo De La Luna by Mecano



Tonto el que no entienda
cuenta una leyenda
que una hembra gitana
conjuró a la luna hasta el amanecer
llorando pedía
al llegar el día
desposar un calé
tendrás a tu hombre piel morena
desde el cielo habló la luna llena
pero a cambio quiero
el hijo primero
que le engendres a él
que quien su hijo inmola
para no estar sola
poco le iba a querer

estribillo

Luna quieres ser madre
y no encuentras querer
que te haga mujer
dime luna de plata
qué pretendes hacer
con un niño de piel
Hijo de la Luna

De padre canela nació un niño
blanco como el lomo de un armiño
con los ojos grises
en vez de aceituna
niño albino de luna
maldita su estampa
este hijo es de un payo
y yo no me lo cayo

estribillo

Gitano al creerse deshonrado
se fue a su mujer cuchillo en mano
¿de quién es el hijo?
me has engañao fijo
y de muerte la hirió
luego se hizo al monte
con el niño en brazos
y allí le abandonó

estribillo

Y en las noches que haya luna llena
será porque el niño esté de buenas
y si el niño llora
menguará la luna
para hacerle una cuna
y si el niño llora
menguará la luna
para hacerle una cuna


Entre dos Tierras by Heroes Del Silencio



Te puedes vender,
cualquier oferta es buena
si quieres poder.
qué fácil es,
abrir tanto la boca para opinar
y si te piensas echar atrás
tienes muchas huellas que borrar
déjame, que yo no tengo la culpa de verte caer
si yo no tengo la culpa de verte caer.

pierdes la fe,
cualquier esperanza es vana
y no sé qué creer;
pepepepepero olvídame que nadie te ha llamado
y ya estás otra vez
déjame, que yo no tengo la culpa de verte caer
si yo no tengo la culpa de ver que...

entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar
entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar

déjalo ya,
no seas membrillo y
permite pasar
y si no piensas echar atrás
tienes mucho barro que tragar
déjame, que yo no tengo la culpa de verte caer
si yo no tengo la culpa de ver que...

entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar
entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar

déjame, que yo no tengo la culpa de verte caer
si yo no tengo la culpa de ver que...

entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar
entre dos tierras estás
y no dejas aire que respirar.



Boas letras. Grandes vozes.

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

I wanna wake up with You

Achei que esta musica tem a ver comigo neste momento.
Digam lá que não se lembram...



I Want To Wake With You by Boris Gardiner



I wanna wake up with you
I wanna be there when you open your eyes
I want you to be
The first thing that I see(yeah)
I wanna wake up with you

I wanna lay by your side
I wanna feel every beat of your heart
throughout the night
I wanna hold you tight (yeah)
I wanna wake up with you

All the love inside me has been sleeping
Waiting for the right one to come along
You can share the love that I've been keeping, baby
You can put the music to my song

I wanna wake up with you
I wanna reach out and know that you're there
I want you to be
The first thing that I see (yeah)
I wanna wake up with you

Do-do-do-do-do-do
Do-do-do-do-do-do-do-do-do-do-do-do
i want you to be
the first thing i see(yeah)
'cuz i wanna wake up with you

all the love inside me has been sleeping
waiting for the right one to come along
you can share the love that i've been keeping , baby
you can put the music to my song

i wanna wake up with you
i wanna reach out and know that your there
i want you to be
the first thing that i see, (yeah)
i wanna wake up with you

i want you to be
the first thing that i see(yeah) repeatx2


Photo by GhoulSo in Deviantart

E é claro q este post meio galhofeiro é dedicado ao meu principe!
I wanna wake up with You...every day! ;)

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Tô com saudade de tu...



Tô com saudade de tu, meu desejo
Tô com saudade do beijo e do mel
Do teu olhar carinhoso
Do teu abraço gostoso
De passear no teu céu
É tão difícil ficar sem você
O teu amor é gostoso demais
Teu cheiro me dá prazer
Quando estou com você
Estou nos braços da paz
Pensamento viaja
E vai buscar meu bem-querer
Não posso ser feliz, assim
Tem dó de mim o que eu posso fazer

by Maria Bethânia

Não preciso acrescentar mais nada.

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Vampiros



Gosto de filmes de vampiros. E porquê? Porque...

...são sempre escolhidos os actores perfeitos
...o guarda roupa é sempre terrivelmente fantástico
...eles são todos indiscutívelmente sexys

Aqui estão os meus filmes de eleição que já vi 20000 vezes cada um. :)

The Lost Boys




Interview with the Vampire



Bram's Stoker's Dracula





Photo by MrGerard in Deviantart

Um amor perfeito




Não sei em que país vives ou de que planeta desceste, mas tenho a certeza que vives na terra e que, tal como eu, sonhas com um amor perfeito, feito de paz e de açúcar, um amor seguro e tranquilo que a distância não mata nem o silêncio consome. Pode ser que te torne mesmo verdade e um dia destes entres pela porta da minha casa e me digas que nunca mais te vais embora. Mas, mesmo que nunca venhas, és o meu amor perfeito, a imagem idealizada do que desejo e mereço, o sonho que me faz acordar e sentir-me outra vez com dez anos, com estrelas no olhos e o coração cheio de açúcar.


by Margarida Rebelo Pinto in Um amor perfeito
Photo by but33 in Deviantart


Esperaria por ti eternamente...se assim fosse preciso.

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Fala do Homem Nascido

Porque é um poema muito bonito, muito mesmo.



Venho da terra assombrada,
Do ventre de minha mãe;
Não pretendo roubar nada
Nem fazer mal a ninguém.

Só quero o que me é devido
Por me trazerem aqui,
Que eu nem sequer fui ouvido
No acto de que nasci.

Trago boca para comer
E olhos para desejar.
Tenho pressa de viver,
Que a vida é água a correr.

Venho do fundo do tempo;
Não tenho tempo a perder.
Minha barca aparelhada
Solta o pano rumo ao norte;
Meu desejo é passaporte
Para a fronteira fechada.

Não há ventos que não prestem
Nem marés que não convenham,
Nem forças que me molestem,
Correntes que me detenham.

Quero eu e a Natureza,
Que a Natureza sou eu,
E as forças da Natureza
Nunca ninguém as venceu.

Com licença! Com licença!
Que a barca se fez ao mar.
Não há poder que me vença,
Mesmo morto hei-de passar.
Com licença! Com licença!
Com rumo à Estrela Polar.



by António Gedeão


Photo bt valkirye in Deviantart

I wanna be sedated

Sem o meu luv, é assim que me sinto...

I Wanna Be Sedated by Ramones



Twenty-twenty-twenty four hours to go I wanna be sedated
Nothin' to do no where to go-o-oh I wanna be sedated
Just get me to the airport put me on a plane
Hurry hurry hurry before I go insane
I can't control my fingers I can't control my brain
Oh no oh oh oh oh

Twenty-twenty-twenty four hours to go I wanna be sedated
Nothin' to do no where to go-o-oh I wanna be sedated
Just put me in a wheelchair get me on a plane
Hurry hurry hurry before I go insane
I can't control my fingers I can't control my brain
oh oh oh oh

Twenty-twenty-twenty four hours to go I wanna be sedated
Nothin' to do no where to go-o-oh I wanna be sedated
Just put me in a wheelchair get me to the show
Hurry hurry hurry before I go loco
I can't control my fingers I can't control my toes
Oh no oh oh oh oh

Twenty-twenty-twenty four hours to go I wanna be sedated
Nothin' to do no where to go-o-oh I wanna be sedated
Just put me in a wheelchair get me to the show
Hurry hurry hurry before I go loco
I can't control my fingers I can't control my toes
Oh no oh oh oh oh

Ba-ba-bam-ba ba-ba-ba-bam-ba I wanna be sedated
Ba-ba-bam-ba ba-ba-ba-bam-ba I wanna be sedated
Ba-ba-bam-ba ba-ba-ba-bam-ba I wanna be sedated
Ba-ba-bam-ba ba-ba-ba-bam-ba I wanna be sedated


Preciso de ti !!!!!!
Buáááááááááááááá´!!!

domingo, 5 de agosto de 2007

Morcegos Libertinos Borboletas Nocturnas

" O importante é que no final, quando se deitarem para dormir ou para morrer, olhem para as horas passadas e constatem que viver aquelas horas foi suficiente para viver uma vida."

by Nelson Sacramento in "Morcegos Libertinos Borboletas Nocturnas"


Este é o livro da minha vida.
Identifico-me com todos os lugares, pessoas, acções citadas no livro. Fiz exactamente a mesma vida naquela mesma época. Senti exactamente as mesmas coisas.




Sinopse:
Deslumbrados com as luzes da noite, as alegrias do sexo e a descoberta de novas sensações, Alexandre e o seu grupo de amigos passeiam-se de discoteca em discoteca, como se a sua vida fosse sempre, e apenas, mais uma festa. Sentindo-se abandonada e dona do mundo, esta geração foge da vulgaridade do dia-a-dia e procura o seu refúgio na droga e no álcool. As desilusões chegam no momento em que a música pára, a máscara cai e não se encontra ninguém para abrir a alma ou trocar um abraço.

Seven Nation Army

E quem disse que uma boa intro não faz uma música?

Seven Nation Army by The White Stripes



I'm gonna fight 'em all
A nation army couldn't hold me back
They're gonna rip it off
Taking their time right behind my back

And I'm talking to myself at night
Because I can't forget
Back and forth through my mind
Behind a cigarette
And the message coming from my eyes
Says leave it alone

Don't want to hear about it
Every single one's got a story to tell
Everyone knows about it
From the Queen of England to the hounds of hell

And if I catch it coming back my way
I'm gonna serve it to you
And that aint what you want to hear
But thats what I'll do
And the feeling coming from my bones
Says find a home

I'm going to Wichita
Far from this opera for evermore
I'm gonna work the straw
Make the sweat drip out of every pore
And I'm bleeding, and I'm bleeding, and I'm bleeding
Right before the lord
All the words are gonna bleed from me
And I will sing no more
And the stains coming from my blood



I Love this song.
Rock it!!!

sábado, 4 de agosto de 2007

This Side Up



Porque até podemos ser aventureiros, arriscar, ser mais pacificos do que deveríamos, agir como se não houvesse amanhã, tentar fingir que as coisas más não existem...
Mas porque ás vezes temos que enfrentar as coisas, e as coisas e as pessoas têm que estar no lugar certo, na posição correcta. E não podemos adormecer.

by Ruyva
Photo by Jingna in Deviantart

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

Chocolate Rain

Eu tive mesmo que por isto aqui porque me faz muito rir. Tanto o video original, como a imitação... :)))

Chocolate Rain by Tay Zonday (video original) :)



Chocolate Rain by McGruff The Crime Dog (a imitação) :)


Chocolate Rain
Some stay dry and others feel the pain
Chocolate Rain
A baby born will die before the sin

Chocolate Rain
The school books say it can't be here again
Chocolate Rain
The prisons make you wonder where it went

Chocolate Rain
Build a tent and say the world is dry
Chocolate Rain
Zoom the camera out and see the lie

Chocolate Rain
Forecast to be falling yesterday
Chocolate Rain
Only in the past is what they say

Chocolate Rain
Raised your neighborhood insurance rates
Chocolate Rain
Makes us happy 'livin in a gate

Chocolate Rain
Made me cross the street the other day
Chocolate Rain
Made you turn your head the other way

(Chorus)
Chocolate Rain
History quickly crashing through your veins
Chocolate Rain
Using you to fall back down again
[Repeat]

Chocolate Rain
Seldom mentioned on the radio
Chocolate Rain
Its the fear your leaders call control

Chocolate Rain
Worse than swearing worse than calling names
Chocolate Rain
Say it publicly and you're insane

Chocolate Rain
No one wants to hear about it now
Chocolate Rain
Wish real hard it goes away somehow

Chocolate Rain
Makes the best of friends begin to fight
Chocolate Rain
But did they know each other in the light?

Chocolate Rain
Every February washed away
Chocolate Rain
Stays behind as colors celebrate

Chocolate Rain
The same crime has a higher price to pay
chocolate Rain
The judge and jury swear it's not the face

(Chorus)

Chocolate Rain
Dirty secrets of economy
Chocolate Rain
Turns that body into GDP

Chocolate Rain
The bell curve blames the baby's DNA
Chocolate Rain
But test scores are how much the parents make

Chocolate Rain
'Flippin cars in France the other night
Chocolate Rain
Cleans the sewers out beneath Mumbai

Chocolate Rain
'Cross the world and back its all the same
Chocolate Rain
Angels cry and shake their heads in shame

Chocolate Rain
Lifts the ark of paradise in sin
Chocolate Rain
Which part do you think you're 'livin in?

Chocolate Rain
More than 'marchin more than passing law
Chocolate Rain
Remake how we got to where we are

Resta-me acrescentar que ninguem sabe muito bem quem é este senhor, nem do qua fala a música.
Eu acho que deve ter algo a ver com a escravatura...mas isso é só a minha opinião.

Novo Slide

Novo slide... o outro desapareceu do hi5 e tive que fazer este novo! ;)

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Sou...por ti



"E desde então, sou porque tu és.
E desde então, és, sou e somos.
E por amor, serei, serás, seremos..."


by Pablo Neruda

Só o amor é imortal



"Desejei-te ontem, demais, e hoje também. Todos os dias são o mesmo dia quando te desejo assim. Só penso em ti. És inigualável. De olhos fechados consigo encontrar-te noutros corpos, mas só o teu amo de olhos abertos. Amo-te demais. (...) Não te peço o teu amor. De ti não exijo nada. Mas nunca me digas que o amor é impossivel. Tu fazes-me viver, sonhar, acordar com pesadelos. Quando te escrevo tu não foges das minhas páginas. Acompanho o teu sorriso de longe e de perto, meu príncipe das trevas, lindo. Guardo comigo o teu olhar e sei que te recordas do meu corpo a tentar convencer-te que o meu amor é inteiro, embora nunca o seja o bastante. É bom desconfiar do amor porque ele às vezes é traiçoeiro, metamorfoseia-se em reles sentimentos, eras tu que mo dizias. Eu não concordo. Desculpa-me príncipe, o ter-te acordado hoje tão cedo. (...) Tu sabes que eu sou uma apaixonada. Perdoa-me. Diz qualquer coisa logo que possas. Sinto saudades, é só. Não existe corpo, não existe face, não existe sexo e existe tudo isso.

Só o amor é imortal, acredita."


by Pedro Paixao, in Asfixia
Photo by chasingtwilight in Deviantart