sexta-feira, 30 de março de 2007

Não Diga Que Eu Não Te Dei Nada




Te dei saliva pra matar a sede
E suor pra lavar o amor
Te dei o sangue que corre nas minhas veias
E lágrimas frias no calor
Te dei a flecha pra atirar em mim
E um livro pra rasgar as folhas
Te dei o zíper de fechar e abrir
E a possibilidade de escolha
Não diga que eu não te dei nada
Te dei uma moeda de pedra
Te dei um nome e os nomes estão perdidos
Te dei a pena da asa de um anjo
E os meus sonhos preferidos
Não diga que eu não te dei nada



by Paulinho Moska
Photo by Palaidota in Deviantart

Nenhum comentário: